FLEUR DU CRISTAL

DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL

facebook.png
Instagram.png
IMG_0325.jpeg

PROGRAMA DE

CÓDIGOS DO TEMPO


O Sincronário das 13 Luas é o instrumento perfeito para ordenar o nosso tempo, a nossa mente e a nossa realidade, pois ele foi construído a partir de ciclos naturais. É, portanto, um padrão harmônico para a medida do tempo e para a sincronização global. O uso do Sincronário das 13 Luas muda a nossa percepção do mundo e, consequentemente, mudamos o mundo através da nossa percepção. A harmonia se instala e a paz torna-se uma realidade.

Atualmente, a nossa sociedade utiliza, em sua maioria, o Calendário Gregoriano para controlar o tempo, que foi estabelecido no Vaticano pelo Papa Gregório XIII (por isso leva esse nome). Antes disso, a palavra “calendário” nem mesmo existia. Esse termo vem da palavra “calenda”, que significa “livro de cobranças“, pois ele era utilizado pela monarquia no início da civilização para arrecadar impostos a favor do rei. De acordo com a Fundação Lei do Tempo, responsável pela criação do Sincronário das 13 Luas, essa forma de medir os meses e anos através do calendário gregoriano causa uma alteração vibracional no estado dos seres humanos. Nosso relógio biológico e a nossa percepção temporal, que foram feitos para estar em harmonia com a natureza e, portanto, com o universo, aderem a um sistema que não é natural e lógico. Isso, portanto, altera nossa frequência.

Se o calendário que seguimos é artificial, irregular e mecanizado, nossa mente acaba absorvendo essas características. E como o mundo é apenas um reflexo da nossa mente, ele acaba se tornando artificial, irregular e mecanizado também. O Sincronário das 13 Luas é um instrumento sincrônico (Ordem Sincrônica) e harmonioso que foi criado para substituir o Calendário Gregoriano de 12 meses. Assim como o Gregoriano, o Sincronário das 13 Luas também usa conceitos como dias, meses e anos. Esses ciclos (Ordem Cíclica) funcionam de forma similar ao que já conhecemos, apenas possuem nomenclaturas diferentes e se baseiam em uma lógica muito mais harmoniosa e natural.

À medida que sincronizamos a nossa consciência e nos envolvemos com estes ciclos galáticos, aumentamos a nossa compreensão a respeito da influência destas energias na nossa vida diária e, consequentemente, aprendemos a potencializar estas energias positivamente e em favor dos nossos objetivos.


 

O SINCRONÁRIO DAS 13 LUAS

O TZOLKIN

O principal calendário utilizado pelos Mayas é o Tzolkin, que significa Contagem Sagrada dos Kins. Os Kins são unidades, representam um dia, um sol, qualquer entidade completa, uma pessoa. O Tzolkin é uma matriz da constante galáctica de 260 unidades (20 selos e 13 tons), isso é uma frequência de tempo. Todos os dias têm um Kin. O Kin está formado por um Selo (arquetípo) e um Tom (vibração).
Através da sua data de nascimento, calcula-se o seu Kin Destino.

O Calendário de 13 Luas e a matriz do Tzolkin possuem uma série de pequenos ciclos dentro de sua simetria. Esses ciclos pequenos estão presentes dentro de ciclos maiores, que fazem parte de ciclos ainda maiores, e assim por diante. Podemos estudar e compreender ciclos de 4 dias baseados nas quatro direções, ciclos de 5 dias baseados em cromáticas, ciclos de 7 dias que trabalham entre o mundo espiritual e o físico, ciclos de 13 dias baseados na total expressão do espírito, ciclos de 20 dias baseados no uso da expressão do corpo, ciclos de 52 dias que refletem nossa conexão com as Plêiades e ciclos de 65 dias baseados nas quatro estações do Tzolkin.

Existem quatro ciclos de 7 dias (heptal) por lua (7 x 4 = 28). Cada dia é codificado por um dos sete Plasmas Radiais. É também um padrão harmônico e descreve o período de um ciclo da órbita da Lua ao redor da Terra. Existem 13 Luas por ano, totalizando 364 dias, mais o Dia Fora do Tempo (como detalharemos adiante) que completa os 365 dias. Uma Lua é a soma de 4 ciclos de 7 dias, e um ano é o resultado de uma Onda Encantada de 13 Luas.

OS 7 PLASMAS RADIAIS

O número 7 tem uma qualidade esotérica que tanto leva a definir o que é importante como parece ser uma energia central ligada ao Tzolkin. O 7 é o centro do pulsar sagrado do número 13. Se contarmos um período de 20 dias no Tzolkin, o sétimo período de 20 dias é também a coluna central da matriz sagrada. Estes são os dias núcleo do calendário sagrado. O número 7 é também o dia central de cada pulsar luminoso, nossos 7 chakras, o centro do nosso corpo e nossa conexão com as Plêiades, as 7 irmãs.

 

Cada dia do heptal no Sincronário das 13 Luas é representado por um chakra (selado por um dos sete Plasmas Radiais). Plasmas são partículas eletronicamente carregadas que ativam nosso campo eletromagnético. É importante procurar sempre alinhar o chakra com o plasma diário (mentalizando diariamente cada um deles no local do corpo indicado) para ativar luz e calor.

 

Cada plasma recebe um símbolo que o identifica com um dos 7 “Dias da Criação”, representados nos sete dias da semana. Os três primeiros plasmas criam um quantum sensorial. Os três últimos plasmas criam um quantum telepático. O quarto plasma, que liga os três primeiros e os três últimos, é um plasma catalisador que transforma o quantum sensorial em quantum telepático. O quantum sensorial diz respeito às percepções através dos órgãos dos sentidos, enquanto o quantum telepático diz respeito à capacidade do ser humano de receber e transmitir informações e conhecimentos mentais, independentemente do uso dos órgãos dos sentidos.
 

OS CICLOS DO TEMPO

As Harmônicas, ciclos de 4 dias: são o menor ciclo dentro das combinações presentes no Sincronário das 13 Luas. É representado pelo padrão de quatro cores e quatro direções, que se repetem várias vezes nos outros ciclos. As cores são: vermelha (inicia, direção Leste), branco (refina, direção Norte), azul (transforma, direção Oeste), amarelo (amadurece, direção Sul). Temos 13 Trajetórias Harmônicas com um total de 5 Harmônicas (20 kins em sequencia). Cada coluna vetical na Matriz Tzolkin representa uma trajetória Harmônica.

As Cromáticas, ciclos de 5 dias: assim como podemos dividir os 20 Selos em 5 grupos de 4 (formando as Células do Tempo - Clãs), também podemos dividi-los em 4 grupos de 5, formando então as Cromáticas. Elas são, portanto, quatro sequências de cinco dias que iniciam e terminam com a mesma cor. Quando trabalhamos com o poder do número 5, manipulamos uma energia ascendente e harmonizadora criada pelo uso dos grupos de 5 sóis.

As Famílias de Energia: são compostas por 4 selos, um de cada cor e na ordem cíclica e cromática. Definem as etapas em que se desenvolve o aprendizado da Alma , aprendizados vitais que escolhemos e que nos acompanham por toda a vida.

 

A Onda Encantada: é uma unidade fractal de medida padrão (que pode ser formada por 13 dias, 13 luas, 13 anos etc.), uma forma constante de 13 unidades representadas por cada um dos 13 Tons Galácticos.


As Estações Galácticas, ciclos de 65 dias
Existem quatro ciclos de 65 dias num giro de 260 dias do Tzolkin. Esses ciclos são codificados por cada um dos Selos da Família Polar no tom Elétrico (Serpente Vermelha, Cachorro Branco, Águia Azul, Sol Amarelo, todos no tom 3).

 

O KIN DESTINO E O ORÁCULO DA QUINTA FORÇA

Cada um de nós carrega um Kin específico de acordo com o Kin da nossa data de nascimento, uma energia especial que carregamos conosco desde o dia em que nascemos. Eles são uma combinação de um Selo Solar com um Tom Galáctico, formando um Kin. Esse elemento carrega energias universais e passa mensagens muito interessantes para se refletir por alguns minutos todos os dias.

 

Além do nosso Kin principal (que chamamos de Kin Destino) existem quatro outras energias que o complementam, formando o Oráculo do Destino, que promove equilíbrio e tem uma variedade de interpretações:

  • Kin Guia, ou o poder do eu superior (sempre da mesma cor que o Kin Destino);

  • Kin Análogo, ou poder de apoio, de mentes gémeas do Par Planetário Solar Galáctico;

  • Kin Antípoda, ou poder do desafio, selo que representa a energia diretamente contrária à sua no círculo dos vinte Selos Solares;

  • Kin Oculto, ou poder inconsciente, potencial e sabedoria inata necessários para manifestar a energia principal (Kin Destino)..

A ciência contemporânea descreve as principais forças do Universo como: forte, fraca, eletromagnética e gravitacional. A Quinta Força, então, seria aquela que une todas as outras em uma só, também chamada de éter, akasha ou Força G. É a força que sincroniza o Universo!

AS FAMÍLIAS DE ENERGIA

As Famílias de Energia são Compostas por 4 selos, um de cada cor e na ordem cíclica e cromática. Definem as etapas em que se desenvolve o aprendizado da Alma , aprendizados vitais que escolhemos e que nos acompanham por toda a vida. Vemos a importância das famílias Tzolkin na contagem diária, pois são elas que geram os Kin de um determinado dia do calendário gregoriano que é seguido hoje. Assim, para um dia específico, por exemplo, 1o de janeiro de qualquer ano, o carimbo do dia sempre fará parte de uma das 5 famílias, o tom será dado pela seqüência ordenada dos anos. A partir dessa consciência, obtemos mais informações sobre a energia diária.

Os 4 selos da nossa Família fazem parte da nossa configuração energética desde o dia em que nascemos e ajudam-nos a compreender como criamos a partir do ciclo harmônico das cores. Vermelho inicia, Branco refina, Azul transforma e Amarelo amadurece. Todos os anos, o nosso aniversário marca o ano solar pessoal, o Selo Maia que vibra nesse dia pertence sempre à família energética ligada ao nosso selo de nascimento, girando em ordem entre eles; então a cada 4 anos vivemos o mesmo selo mas com diferentes tons. As 13 possibilidades de tons nos oferecem uma experiência diferente a cada ano.

 

As 5 famílias de energia:

  • Família Cardeal: Dragão Vermelho, Enlaçador de Mundos Branco, Macaco Azul e Guerreiro Amarelo;

  • Família Central: Terra Vermelha, Vento Branco, Mão Azul e Humano Amarelo;

  • Família Sinal: Caminhante do Céu Vermelho, Espelho Branco, Noite Azul e Estrela Amarela;

  • Família Polar: Serpente Vermelha, Cão Branco, Águia Azul e Sol Amarelo;

  • Família Portal: Lua Vermelha, Mago Branco, Tormenta Azul e Semente Amarela

A ONDA ENCANTADA

No dia do seu nascimento, o seu Kin está dentro de uma onda encantada. Esta Onda Encantada é o fractal que traz os seus códigos do tempo representados pelas perguntas e respostas que cada Kin na sua respectiva posição (Tom) traz.
 

  • Portal Magnético – Tom 1: identifica o propósito. Qual é o meu propósito?

  • Câmara Lunar – Tom 2: identifica o desafio. Quais são os obstáculos?

  • Câmara Elétrica – Tom 3: identifica o serviço. Como posso melhor servir?

  • Câmara Autoexistente – Tom 4: identifica a forma. Qual é a forma de ação?

  • Torre Harmônica – Tom 5: toma o comando. Recolhe os recursos. Qual é a melhor forma de potencializar-me?

  • Câmara Rítmica – Tom 6: comanda a igualdade. Administra o desafio. Como posso organizar-me rumo à igualdade?

  • Câmara Ressonante – Tom 7: comanda a harmonização. Sintoniza o serviço com a ação. Como canalizo meu serviço aos outros?

  • Câmara Galáctica – Tom 8: comanda a integridade. A ação ganha forma. Eu vivo aquilo em que acredito?

  • Torre Solar – Tom 9: formaliza a ação. A ação posta em movimento. Como atingir o meu propósito?

  • Câmara Planetária – Tom 10: manifesta o desafio. A ação encontra o desafio. Como aperfeiçoar o que faço?

  • Câmara Espectral – Tom 11: liberação do serviço. A ação dissolve o serviço. Como liberar e deixar ir?

  • Câmara Cristal – Tom 12: cooperação da forma. A mesa redonda se reúne, a ação passada é formalizada e a ação futura é preparada. Como dedicar-me a tudo o que tem vida?

  • Portal Cósmico – Tom 13: voo mágico. Qual é a saída? Retorno magnético para o primeiro tom. Como aumentar minha alegria e meu amor?

OS CÓDIGOS PULSARES

A Onda Encantada exibe uma arquitetura intrínseca que é definida e articulada pelos códigos pulsares. No tempo quadridimensional, um pulsar refere-se a uma constante relacional no tempo que pode ser planejada geometricamente.

 

Os códigos pulsares são o mecanismo pelo qual ocorrem trocas dinâmicas durante o momento de uma única onda encantada (Argüelles, José. O Tempo é a quarta dimensão. São Paulo, Ground, 1998).

Trabalhar com os pulsares nos ajuda a:

  • Aumentar a consciência continua, o entendimento do sistema inteiro e o pensamento holográfico - mover-se para frente para a trás no tempo - compreensão fractal de tempo;

  • Englobar grandes quantidades de Tempo em uma única forma pensamento;

  • Mover de um pensamento de contemplação linear para o radial/cíclico

  • Organizar e compilar dados de vários níveis e fazer conexões que nos levem a distintos conhecimentos;

  • Praticar muitos tipos de meditação e visualização;

  • Planejar nossos dias, semanas e anos de uma forma simples, útil e programável;

  • Aumentar o poder de memorização e de lembrança.

IDENTIFICAÇÃO DOS KINS DE TRÂNSITO (CONCLUSÃO DO TRABALHO)

Um ano no Sincronário das 13 Luas é chamado de Anel Solar. Ele é controlado perfeita e Harmonicamente pelo padrão de 13 luas com 28 dias, mais o Dia Fora do Tempo. Caindo sempre em 25 de julho do calendário gregoriano, o Dia Fora do Tempo é para o Sincronário das 13 Luas como um “equivalente” ao Ano Novo do dia 1º de janeiro. O Dia Fora do Tempo está, como seu próprio nome diz, fora do tempo. Ele não está dentro de uma semana (heptal de 7 dias) e nem dentro de uma Lua de 28 dias. Ele está entre um Anel Solar e outro: após o 28º dia da 13ª Lua do ano atual e antes do 1º dia da 1a Lua do ano seguinte, agindo assim como um salto na espiral da contagem do tempo. Quando conscientes do fator cíclico do tempo, abertos ao tempo natural e libertos da limitação linear transmitida pelo calendário gregoriano, o Dia Fora do Tempo é como um salto quântico para nós e para o planeta. É a oportunidade para reciclar, recomeçar, deixar ir. É o dia para celebrar o tempo na forma de arte.

Os aprendizados anuais ou Trânsitos Solares, ajudam-nos a compreender melhor os acontecimentos vividos na infância, juventude, maturidade, as diferentes etapas temporais que vivemos ao longo do nosso processo natural de crescimento e desenvolvimento evolutivo. Portanto, se levarmos em consideração a cada ano o Kin que transitamos em relação aos nossos Kin de destino, podemos dar significado e equilíbrio às tendências de nossa personalidade.

 

Os Kins de Trânsito são os aprendizados anuais ou Trânsitos Solares que são representados pelos Kins que você transita a partir de cada aniversario que  completa. Esta visão ajuda a compreender melhor os acontecimentos vividos ao longo desta sua existência, as diferentes etapas temporais que viveu ao longo do seu processo natural de crescimento e desenvolvimento evolutivo. Nesta etapa final, é  gerada a sua Árvore da Vida e do Conhecimento, um diagrama de cálculos que desenvolvemos no sentido de aprofundar a análise da complexa rede de energias que atuam em conjunto no seu campo vibracional.

CONHECER AS DEMAIS LINHAS DE PESQUISA
NEUROCIÊNCIA & COMPORTAMENTO
FleurDuCristal_Ícones-07.png
FleurDuCristal_Ícones-20.png